Filme: O caçador de pipas


Nota:

 Amir (Zekeria Ebrahimi) e Hassan (Ahmad Khan Mahmidzada) são dois amigos, que se divertem em um torneio de pipas. Após a vitória neste dia um ato de traição de um menino marcará para sempre a vida de ambos. Amir passa a viver nos Estados Unidos, retornando ao Afeganistão apenas após 20 anos. É quando ele enfrenta a mão de ferro do governo talibã para tentar consertar o ocorrido em seu passado.


O caçador de pipas é uma história muito bonita. Mostra uma amizade verdadeira de um lado e de outro uma amizade não tão recíproca. Amir e Hassan são amigos, mas Amir sente um pouco de ciúmes porque o pai dá mais atenção e parece gostar mais do amigo, e sente um pouco de inveja, pois tudo o que faz Hassan  aparenta ser melhor que ele. Amin é um anti-herói, é um personagem complexo que reconhece as suas fraquezas e Hassan é um garoto corajoso e de coração puro.

É muito nobre e bonita as atitudes de Hassan, ele é capaz de fazer tudo pelo amigo. "Se você pedisse para eu comer terra, eu comeria." 
Fiquei com raiva das atitudes de Amin, mas uma em especial me deixou de boca aberta e fiquei xingando o garoto até a metade do filme.


É uma história triste e comovente, digna de arrancar algumas lágrimas e se torna mais bonita e interessante porque o próprio autor se coloca na história.
Khaled Rosseini nasceu em Cabul em 1965 e mudou para os Estados Unidos devido a invasão dos Russos em sua cidade (o mesmo que aconteceu com o Amin e seu pai). Cursou medicina por 8 anos e meio, mas descobriu que queria ser escritor, começou desde pequeno a escrever contos, inclusive um de seus contos é lido por Amin no inicio do filme.


O autor coloca algumas cenas sub-entendidas que possuem mais de um significado, como por exemplo a cena em que Hassan é violentado. Gosto quando o autor ou diretor utiliza esse recurso para ironizar ou satirizar algo, é uma sacada genial!

Ainda não li o livro, mas quero ler. Deve ser bom tanto quanto o filme.

-Vou pegar aquela pipa para você.
-Hassan, não precisa.
-Por você, pego umas mil delas."

Trailer do filme:

Comente com o Facebook:

10 comentários:

  1. Oi Milloka!

    E já li o livro e assisti o filme.
    Achei o livro melhor mais enfim. A história é bem triste e comove mesmo.
    Adorei o comentário.
    Beijos*

    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não vi ainda!
    Beijos
    Rizia-Livroterapias
    livroterapias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ah, então voce tem que assistir. Não sabe o que está perdendo! rsrs

    Beijokas

    ResponderExcluir
  4. ooi, tem tag pra vc lá no blog :D
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/2012/11/tag-skoob.html
    beeijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Essa história é realmente muito bonita e apesar de não ter assistido o filme (fiquei um pouco sem coragem) eu li o livro, e por alguns momentos foi bem difícil continuar a leitura porque o protagonista me deixou com um certo ódio dele, os meus sentimentos com esse personagem são bem complicadas, porque apesar de em certos momentos torcer por ele, não consegui chegar a gostar dele, entende?
    Mas a leitura é muito boa, eu recomendo. Acredito que vá gostar :)
    Um beijo!

    Juliana . Oliveira
    http://www.trocandoconceitos.blogspot.com/
    @Julymg2

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Já li o livro, porém não me agradou tanto assim. Não gosto de assistir aos filmes pois para mim quebra toda a magia do livro ):

    Larissa,
    http://garotameiosangue.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Sim Larissa, tem filmes que acabam com o livro, um exemplo disso é Percy Jackson, o que foi aquilo? Pelo amor de deus!!!!

    Beijokas flor :*

    ResponderExcluir